Diminuir texto Ampliar texto

CONHEÇA, AME E VIVA JESUS

por Carla Kirilos
 
19 de janeiro de 2018
 

Jesus, durante período que passou aqui na Terra, foi seguido, perseguido, adorado, humilhado, mas o que a maioria das pessoas que entraram em contato com ele queria era a resolução de um problema. Poderia ser físico, espiritual, emocional, financeiro ou de qualquer natureza, mas geralmente era a motivação que as pessoas tinham para se aproximar de Jesus.

Certamente hoje não é diferente, pois Jesus continua fazendo os mesmos milagres e as pessoas continuam com as mesmas necessidades. Por isto vale à pena olhar com atenção para estes dois casos bíblicos descritos em Mateus 9 versos 27 a 34.

No primeiro, dois cegos seguem a Jesus por muito tempo, clamando e pedindo que Ele os curasse, mas Jesus só lhes dá atenção quando chega em casa, fazendo a seguinte pergunta:” Vocês crêem que eu sou capaz de fazer isso?” (Mt 9:28) Talvez a nossa resposta fosse: Claro! Se eu estou lhe seguindo por tanto tempo é porque eu creio. Mas os cegos humildemente responderam: “Sim, Senhor.”

Erroneamente, a nossa fé em Jesus é basicamente a crença do que Ele pode fazer. Só que crer é mais que saber. Precisamos conhecer a Jesus, saber que Ele tem poder, acreditar que Ele vai fazer e perseverar durante o caminho todo. Aí então poderemos ouvir Dele: Faça-se conforme a sua fé.

Como seria bom ouvir esta frase dita por Jesus em um momento de dificuldade, não é mesmo? Mas qual seria o resultado, se o milagre depende do tamanho da nossa fé? Pense sobre isto.

Vamos ao segundo caso…

O mudo precisou ser trazido a Jesus pelos seus amigos, pois estava dominado por um demônio que não permitia que ele falasse e provavelmente também dificultava sua locomoção. Esta condição levou Jesus a agir de outra forma, já que não adiantaria perguntar àquele homem se ele cria ou não, pois ele não comandava o próprio corpo. O que faz Jesus então? Expulsa o demônio e automaticamente cura o mudo.

O maravilhoso dos dois relatos é a certeza de que Jesus sabe de todas as nossas necessidades; quer falemos ou não. Quando falamos demonstramos a nossa fé. Se por outro lado estamos em uma situação tão difícil que nem conseguimos falar ou caminhar na direção de Jesus, Ele pode também combater os nossos inimigos, reais ou figurados, que impedem nosso contato com Ele.

Jesus quer que O conheçamos, que O amemos e que vivamos um relacionamento íntimo, duradouro e saudável com Ele. A forma como isso vai acontecer só depende de nós, pois Ele estará sempre pronto a nos atender.

Como você se aproximaria Dele hoje?