Diminuir texto Ampliar texto

Um exemplo de fé e coragem

por Pr. Magid Saab
 
9 de janeiro de 2018
 

Ester, também conhecida como Hadassa, foi uma jovem judia, da tribo de Benjamim, cujos pais morreram na época do exílio babilônico. Foi criada por um primo chamado Mordecai, Ester 2.5-7. Estavam entre os judeus que habitavam a fortaleza de Susã, sob o reinado de Assuero, também chamado Xerxes.

A vida de Ester mudou quando a rainha Vasti, esposa de Assuero, recusou-se a mostrar sua beleza em um banquete oferecido pelo rei. Devido a sua rebelião, Vasti foi banida da casa real e iniciou-se a procura de uma jovem virgem que ocupasse seu lugar. Ester foi eleita pelo rei como a mais linda jovem entre todas as que foram apresentadas. Escolhida como a nova rainha, não divulgou sua origem judaica.

Ester teve a fé provada quando Mordecai contou-lhe a sentença de morte que havia caído sobre seu povo. Ele descobrira um complô organizado por Hamã, um alto oficial do rei, para aniquilar os judeus e sabia que somente Ester era capaz de salvar o povo de Deus. Hamã persuadira Assuero a assinar uma ordem em que decretava o massacre dos judeus. Ester se viu obrigada a tomar uma decisão. Arriscaria a própria vida se procurasse o rei sem ser convidada ou permaneceria em silêncio e comprometeria a vida de todos os judeus? Qualquer pessoa que procurasse o rei sem ser convidada estava sujeito a morrer caso ele não estendesse o seu cetro em direção a ela. Mediante a expressão Se eu perecer, pereci, Ester  4.16, Ester tomou a decisão de falar com o rei sem ser convidada. Pediu que todos os judeus de Susã se colocassem em jejum e oração e foi buscar ajuda do marido contra Hamã. No final, o inimigo dos judeus foi enforcado por ordem do rei e, embora o decreto original não pudesse ser revogado, Assuero deu uma permissão especial aos judeus para se defenderem contra o iminente massacre. Assim eles fizeram e foram salvos, Ester 3 a 9.

O cuidado de Deus, até mesmo no exílio e sob um governo pagão, é visto claramente na maneira como cuidou, levantou e usou Ester para preservar o povo. Passar por situações aflitivas muitas vezes nos impede de ver, entretanto, que em todo o tempo Deus cuida de nós. É certo que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, Rm 8.28.

Que a vida de Ester seja um exemplo para todos nós. Diante daquela terrível ameaça sobre o seu povo, ela não se desesperou. Demonstrou fé, pedindo que todos os judeus de Susã jejuassem durante três dias a seu favor. Ela creu no favor de Deus. Demonstrou coragem, colocando em risco sua própria vida e não temeu colocar-se na presença do rei mesmo sem ser convidada e pediu em favor de seu povo.

Assim como Ester, seja um instrumento de Deus na sua família, na sua Célula e no meio de seu povo. Ester nunca imaginou tornar-se uma rainha no exílio e agente de Deus para preservar a vida do seu povo. Confie no Senhor de todo seu coração; não se apoie no seu próprio entendimento, Provérbios 3.5. Seja ousado para fazer a vontade de Deus. E lembre-se: não tema entrar na presença do rei, Jesus. Ele sempre estenderá o cetro em sua direção e dirá: Qual é a sua petição? Ester 5.2-3.