Dar limites também é amar
21 de abril de 2017
dad-son-getty-aa047187
Dar limites também é amar
21 de abril de 2017
Por: Carla Kirilos

É sabido que como rei, Davi organizou exércitos, alargou os termos de Israel, fez a nação prosperar. Mas, infelizmente, como administrador do seu lar deixou muito a desejar. Sua família foi, provavelmente, seu maior insucesso!

Acabamos de ler nos capítulos de 2 Samuel as tragédias que marcaram a família de Davi (adultério, estupro, traição, assassinato) e percebemos também que Davi foi ausente, omisso e até condescendente. Ele não assumiu seu dever de disciplinar e corrigir seus filhos. E isto só gerou revolta e mais conflitos.

Pais que percebem os erros dos filhos e não procuram corrigi-los estão sendo negligentes. Se não há disciplina, a criança ou jovem tem a ilusão de que não há limites, de que ela pode fazer tudo o que quiser, o mundo é seu e que as pessoas existem para servi-la.

Nosso texto de hoje, 1 Reis, capítulo 1, descreve mais um relato de traição e disputa familiar. Davi estava velho, doente e sem muitas condições de administrar o reino, porém ele ainda era o rei, mas seu quarto filho, Adonias, resolveu que estava na hora de seu velho pai deixar o trono para ele. Adonias ostentava a legitimidade na disputa pelo trono de Israel, porém meteu os pés pelas mãos, quando resolveu aplicar um golpe em seu próprio pai.

Davi nunca contrariou Adonias. Diz a Bíblia: “Seu pai nunca o havia contrariado; nunca lhe perguntava: “Por que você age assim? ” ( 1Rs 1:6). Ou seja, a falta de disciplina em casa pode levar os filhos a ficarem desorientados, perdidos, mal-amados e desprovidos de amor e respeito para com o próximo.

E como termina a história? Claro que não termina bem! Davi fica indignado por causa da traição de Adonias e resolve antecipar a coroação de Salomão para aquele mesmo dia. Salomão manda matar seu irmão para tirar qualquer dúvida sobre seu direito de reinar sobre Israel e, ao mesmo tempo, faz uma “limpeza no governo”, tirando das posições de poder pessoas que ele considerava desleais.

Davi nos mostrou, com sua vida, como NÃO se deve agir em relação à família. Refletindo nos erros cometidos por Davi, percebemos que se nós também não soubermos impor limites, correção, disciplina aos nossos filhos e zelar pela obediência deles ao Senhor, eles poderão se perder em seus caminhos e desagradarem completamente a Deus. Vigiemos.

/comentários