USE AS ARMAS CERTAS
13 de outubro de 2017
pexels-photo-205002
USE AS ARMAS CERTAS
13 de outubro de 2017
Por: Carla Kirilos

Imagine um soldado no campo de batalha enfrentando o exército inimigo. Ele está empunhando uma metralhadora potente e avançando para o confronto. Ao longe, avista um de seus adversários que caminha em sua direção, apenas com um pequeno canivete. O soldado começa a gritar dizendo: “Não se aproxime, eu tenho uma metralhadora em minhas mãos, somos mais fortes, não chegue perto”. Contudo, o seu adversário parece não dar importância aos avisos e continua avançando em sua direção, com um olhar ameaçador. O soldado grita novamente: “Eu já avisei, não chegue perto!” O outro não dá ouvidos e agora já está a poucos metros do soldado. Este, percebendo que a situação não vai mudar, implora gritando: “General, socorro!” O general apenas diz: “Aperte o gatilho.”

Esta história apesar de parecer absurda, reflete a situação de muitos cristãos que não sabem como usar a autoridade que têm contra o inimigo. A Bíblia diz que estamos em guerra: “porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes” (Efésios 6:12).

Mas, a mesma Bíblia também afirma, conforme vimos na leitura de hoje em Lucas 10:19, que temos poder e autoridade: “Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano.” E é bom não esquecer que autoridade significa: poder legítimo, direito de mandar.

Assim, quando somos atacados, reconhecer quem é o nosso inimigo é o primeiro passo para permanecermos firmes. Devemos aprender a usar as nossas armas: “As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas.” (2 Coríntios 10:4)

Até aqui, entendemos pela Palavra de Deus, que temos sim autoridade espiritual, mas é importante deixar claro que esta autoridade não é simplesmente exercida por nós mesmo. Dependemos do Espírito Santo e da nossa submissão a Deus para o pleno exercício desta autoridade. Porque só pode expressar autoridade quem está debaixo dela.

Precisamos e devemos enfrentar as batalhas cotidianas que surgirem no nosso caminho sem nunca esquecer que, em Cristo Jesus somos mais que vencedores porque Ele já nos deu a vitória sobre todo o mal, lá na cruz. “E, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.” (Col. 2:15)

/comentários