Diminuir texto Ampliar texto
 

Tudo começou quando um grupo decidiu viver igreja de uma forma diferente. Em 20 de dezembro de 1961, nascia a Igreja Batista Central de Belo Horizonte. Na época, a igreja contava com 89 membros que idealizaram transformar o contexto das igrejas mineiras dos anos 1960, e reconstruir uma história sólida, firmada na Rocha, Jesus Cristo. Essa transformação priorizou um tipo de igreja que tivesse uma posição doutrinária central, sem ser tradicional e tampouco renovada.

Lançamento Pedra Fundamental - Central Sede (Bairro Santo Antônio)

Lançamento Pedra Fundamental – Central Sede (Bairro Santo Antônio)

Quase 40 anos depois, em 1999, a Central chegou a apresentar crescimento pouco significativo, com 500 membros. No entanto, no mesmo ano, os integrantes da Igreja decidem seguir um novo rumo, o que mudaria substancialmente seu paradigma.

A nova estratégia

A liderança da Central, em busca de uma direção de Deus para alcançar mais vidas e anunciar o amor de Jesus com mais ousadia e intencionalidade, recebeu uma clara visão para implantação de pequenos grupos nas casas, as Células.

A Central encontra no modelo celular uma estratégia em que não apenas os pastores e algumas pessoas servem, mas todos cumprem o seu papel de ministros do evangelho e de fazer discípulos em nome de Jesus. A partir dessa visão a Central passou a ter um crescimento relevante, com o objetivo de resgatar o maior número de pessoas da perdição e levá-las à Cruz de Cristo.

 Uma igreja em Células

Para dar os primeiros passos no modelo celular, no ano de 2000, a Central implantou o Encontro com Deus e a Escola de líderes, com o objetivo de capacitar os membros da igreja a se tornarem líderes preparados para assumir uma célula. A nova visão tornou-se realidade em 2001, quando 16 grupos pioneiros deram início ao sistema de Células na Central.

Os Frutos

 Com o objetivo de glorificar o nome de Deus, a Central trabalha para promover o discipulado e o crescimento espiritual de seus membros e freqüentadores. Queremos ver “Cada crente um ministro e em cada casa uma igreja”.

De maneira a fortalecer este conceito, a Central dispõe de instrumentos como a Central de Capacitação Ministerial (CCM), antiga de Escola de Líderes. O CCM ficou mais completo e traz cursos como o Descubra– preparatório para o batismo – e a Escola de Líderes passou a ser mais completa transformando-se nos cursos Lidere, além dos cursos Avance, com diversos temas bíblicos e para a Família.